Quem disse que pornô também não ajuda?

Olá, leitores!

Título bem polêmico, não?

Foi assim que o Pornhub, um dos sites mais famosos do mundo decidiu usar toda a sua “sujeira” em favor de uma causa: a limpeza dos oceanos.

Em uma época em que as pessoas estão poluindo a torto e a direito, em parceria com a agência Officer & Gentleman, o site decidiu usar seu poder de visualização para limpar uma das praias mais suja do mundo. Quanto mais visualizações, mais doações o site fará em favor da limpeza.

Pode clicar, não é filme pornô de verdade

A principal motivação é a quantidade absurda de plástico que é descartado nos mares. O Pornhub ainda informa na descrição do vídeo no Youtube que os usuários podem aprender mais sobre a causa no Dirtiest Porn e fazer suas doações no Clean Our Ocean.

Honestamente, isso é uma obra de arte! É muito incrível quando as marcas se preocupam com causas em geral, embora elas mesmas não sejam a fonte do problema causado.

 

Anúncios

Não força a barra, parça!

Tags

,

Olá, leitores!

Vez ou outra nos deparamos com alguma publicidade que vem para educar e nos deixar um bom tempo pensando a respeito. O anúncio (um pouco antigo, ano de 2014) que eu quero compartilhar com vocês é da ONG Powa, que luta contra o estupro na África. É do conhecimento de vocês que diversos países do continente africano encabeçam listas de países com as maiores taxas de violência sexual.

Para dar continuidade a essa luta, a agência LOWE da África do Sul criou um anúncio de duas páginas quase coladas. Quem quisesse ler o conteúdo escrito, era necessário fazer uma forcinha extra para abrir. Ao abrir as páginas, surgia a seguinte mensagem “If you have to force, it’s rape” / Se você precisa forçar, já é um estupro”. 

Acredito fortemente que esse anúncio foi uma forma de confronto para muitos homens que estão inseridos em uma cultura machista e do estupro. Mesmo que demore alguns anos para as coisas começarem a mudar, alguém tem que começar, certo?


E vocês, o que acharam?

Te dou R$100 se esse comercial não te emocionar

Olá, leitores. Tudo bem?

O comercial de hoje é um pouco antigo – se vocês considerarem que 2016 já passou há muito tempo. A marca de biscoito bolacha alemã Leibniz Butterkeks criou algo lindo de se ver para comemorar os 125 anos de existência e acabou emocionando não só o povo alemão, mas o mundo todo.

Até hoje só vi comerciais parecidos com os de margarina, com a família feliz à mesa e aquela felicidade matinal forçada em se tratando de alimentos, mas esse especialmente me tocou.

Mesmo levando a temática da família/amizade, notei que ele quis enfatizar que o amor e cuidado estão muito acima dos preconceitos dos coleguinhas (não pretendo dar muitos spoilers). É lindo de se ver a finalidade do esforço do garotinho protagonista!

Clique aqui para chorar

E ai, conseguiu se emocionar ou está fingindo que não só para ganhar os R$100?

PS: não tem R$100, ok? rsrs

Toc, toc, toc… Quem é?

Olá, leitores!

Estava buscando algo interessante para mostrar a vocês e acabei encontrando algo muito legal sobre a BMW.

Atualmente os carros autônomos têm se tornado notícia nos principais meios de comunicação. Google, Uber e Tesla foram nomes que deram o que falar no âmbito dessa tecnologia. Depois de anunciar uma parceria com a Mercedes para troca de experiências e conhecimento no desenvolvimento de veículos autônomos, a marca quis mostrar uma novidade que pode chegar ao mercado em 2020. Será que já chegamos no futuro?

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

Particularmente, adoro campanhas que contam uma história – mesmo que surreal – e não apenas me digam que devo comprar o produto por seus atributos. Todos nós sabemos que o mundo gosta de BMW, até quem não tem uma – no meu caso. O comercial é digno de produção hollywoodiana, a trilha sonora e a ilustre personagem contribuiram para minha nota 10! E vocês, o que acharam?

 

 

Ok, Google!

Tags

,

Olá, leitores.

O Super Bowl, que aconteceu no último dia 3, é um dos eventos mais importantes do futebol americano nos Estados Unidos. Gosto de lembrar que é um ótimo momento para apreciarmos a boa e velha propaganda. É o evento que apresenta a publicidade mais cara da TV em todo o mundo e é o mais assistido do país, ficando atrás apenas da final da Liga dos Campeões da UEFA em termos de audiência.

Geralmente, os comerciais apresentados durante os intervalos são inovadores e cheios daquele sentimento de arrepio. Assisti a todos desse ano para descobrir se os americanos continuam mandando bem. Eu gostei da maioria: uns pela produção, outros pela mensagem, outros pelo contexto… Mas esse da Google, eu gostei porque me fez renovar a esperança na humanidade.

Mediante tantos atentados, guerras, homicídios, feminicídios e todo tipo de violência, esse anúncio me fez ver que, bem no fundo, ainda há muito de humanidade em nós. Clique no link abaixo para assistir.

Ok, Google!

E então, o que acharam?

A volta dos que não foram ao Fyre Festival

Tags

,

Olá, leitores.

Acredito que muitos já ouviram falar sobre o Fyre Festival, principalmente após a Netflix anunciar recentemente um documentário a respeito desse evento. Basicamente, o Frye Festival deveria ter sido um festival musical de luxo, criado para promover o app que leva o mesmo nome e cujo objetivo era agendar famosos para seus eventos.

As entradas foram vendidas em dezembro, para o evento que aconteceria em dois finais de semana: 28-30 de Abril e 5-7 de Maio de 2017. Os participantes pagaram entre 1 mil e 12 mil dólares. Há quem tenha investido 50 mil dólares por pacotes all inclusive. Tudo isso, nas Bahamas.

A ideia em si era ótima, até deixar de ser.

Venderam mais ingressos do que o possível para acomodar gente inscrita. Depois disso, muita coisa deu errado na execução do evento e ao invés de cancelarem tudo nesse momento, o CEO da empresa, Billy McFarland e seu parceiro de negócios Ja Rule decidiram ir até o fim, mesmo depois de apelarem para formas ilícitas de conseguir dinheiro.

Influencers e top models tiveram um papel de grande importância neste cenário, tornando maior a cobertura da mídia e fazendo com que pessoas comuns acreditassem que seria possível estar entre gente importante, jatinhos, iates, boa música e comida gourmet, além de acomodações de luxo. Tudo foi por água abaixo quando os prazos acabaram, coisas não funcionavam, não existiam e bandas famosas cancelaram sua participação.

O que podemos aprender com esse fracasso colossal?

Nós, como profissionais de Marketing/Publicidade e afins desempenhamos um papel importantíssimo na sociedade. O que divulgamos é como se fosse de total responsabilidade nossa. Os influencers e celebridades não sabiam o que havia por detrás e não tinham como prever a catástrofe, mas e em outros casos onde há parcerias de produtos que sequer foram testados por quem divulga? Ou quando a procedência da empresa não é checada?

Na perspectiva das empresas, vemos que qualquer tentativa de enganar os consumidores pode resultar no fim do um legado de uma marca.  Consumidores podem voltar a comprar produtos de marca que explodiu, de marca que fez comentário de cunho racista, de marca que foi envolvida em escândalos do governo, de marca cujo funcionário atacou brutalmente um animal, mas jamais de uma marca cujo produto não existe.

Pense nisso.

1_syAwsNQbDL98dhSEzMDBUw

Vai um canudinho, aí?

Tags

, , , , ,

Olá, leitores.

Em 2018, mais que todos os anos anteriores, discutiu-se o uso de canudos e é quase de consenso geral que ele se tornou o inimigo nº1 dos oceanos e, consequentemente dos animais.

Não que esse pequeno objeto seja o maior dos males, mas visto em larga escala, mais de 500 milhões de canudos são consumidos diariamente apenas Estados Unidos, segundo o governo americano. E no restante do mundo?

De acordo com pesquisadores, em todo o mundo é gerado um total de 275 milhões de toneladas de plástico por ano. Desse total, entre 4 e 12 milhões de toneladas chegam aos oceanos.

Para ativar essa consciência, a agência Rethink criou peças muito pertinentes e de fácil compreensão para o Greenpeace. Eu que sempre fui adepta dos canudinhos, nem vou pensar duas vezes ao me deparar com a oportunidade de utilizar uma arma tão letal para a vida aquática mundial. O que acharam?

qumhxv0-udibqnz05doknig0io7da-dvxg

cq_cxr798a-4l0zoyqecoancl9rkdfa2vwgzsfu9uxpakldjdtkfqsxikzu6r3iv2qxq

Morto vivo no ponto de ônibus

Tags

Olá, leitores.

A mídia out of home (conhecida como publicidade ao ar livre) sempre deixou todo mundo impactado, mesmo quando não somos o target da campanha, certo? Certo.

Para divulgar sua produção original da série Altered Carbon, a Netflix apostou em um modelo ousado de mídia em um ponto de ônibus. O que podemos ver no vídeo é um protótipo humano respirando, apesar de estar semimorto e dentro de um saco cirúrgico. Demais, não?

Os transeuntes ficaram assustados, maravilhados e surpresos com tamanha criatividade da Netflix que até a Fox News não perdeu a oportunidade de fazer matéria.

O que acharam?

Quando bem empregadas, ações como essa geram buzz e atingem o objetivo.

Lugar de mulher é onde ela quiser… Não, pera…

Tags

, , ,

Olá, leitores!

O assunto de hoje é um “barraco” causado pela marca brasileira de móveis Alezzia nas redes sociais nesta última quinta-feira (15).

alezzia4

Tudo começou quando a marca começou a utilizar uma estratégia ousada – para a maioria dos seguidores da página, machista – ao postar imagens de uma mulher seminua para anunciar os produtos.

De repente, a internet toda teve seu foco voltado a página da Alezzia – até tardiamente, visto que essa linha de comunicação vinha sendo adotada há um ano.

A empresa passou a responder aos críticos com ironia, o que acabou atraindo ainda mais atenção dos seguidores, fãs e haters.

Finalmente, quando a usuária Bruna Bones postou sua reclamação, a empresa respondeu com um desafio que consiste no seguinte:

Se você (Bruna) conseguir baixar a nota da marca no Facebook até o começo de 2017, ganhará um cupom de R$10 mil para utilizar na loja virtual da Alezzia. Caso contrário, a AACD será presenteada com um cupom de R$5 mil. Em caso de nota 4, a AACD é quem leva os R$10 mil.

 

Até o dia seguinte a nota caiu para 2.2, mas dois dias depois – até o momento desta publicação (17/12 às 21h45) – ela já está em 2.4. Como explicar este fenômeno de amor e ódio entre os usuários e a marca?

Apesar de muitos usuários colocarem em evidência a objetificação da mulher, estratégia muito comum em marcas de cerveja e produtos “verão”, muitos fãs defendem uma teoria que faz com que o feminismo se contradiga:

Se vocês (feministas) dizem “meu corpo, minhas regras”, então essa modelo pode fazer o que ela bem entender com o corpo dela, inclusive ser modelo desta marca. O que não pode é um bando de gente feia e mal amada ficar com inveja de uma pessoa tão bonita esteticamente e querer falar de um movimento para justificar o injustificável.

Outros ainda fazem com que os haters se lembrem das propagandas internacionais de perfumes, que costumam utilizar modelos femininos e masculinos seminus para divulgar sua marca. Um caso citado por um usuário, foi o anúncio em que a top Gisele Bündchen aparece de topless ao lado do ator Cauã Reymond na campanha da marca francesa Givenchy.

Não gostaria de deixar minha opinião pessoal aqui, minha única intenção é fazer com que todos reflitam com base nas seguintes perguntas:

A marca passou dos limites? Móveis tem a ver com mulheres seminuas? O que você considera como linha tênue entre o ridículo e o aceitável?

Agora é com vocês!

 

 

Lugar de mulher é…

Tags

Olá, leitores!

Aproveitando o Dia Internacional das Mulheres, que será amanhã, vou mostrar a vocês alguns absurdos da Propaganda das antigas.

Que a Propaganda do século passado era machista e sexista, isso ninguém tem dúvidas.

Hoje, é difícil de acreditar que essas ‘coisas’ tenham feito tanto sucesso, que eu chego a pensar que eram piadinhas e que na legenda haveria algo do tipo: “quem pensa assim, precisa morrer rever seus conceitos.”

0W6zOcH - Imgur

“Mostre a ela que este é um mundo de homens”

5Ux6K12 - Imgur

“Se o seu marido descobrir…”

CCakjbn - Imgur

“Mantenha-a no lugar dela…”

fg8HX6t - Imgur

“Não se preocupe, querida, você não queimou a cerveja”

ImaStQY - Imgur

“É bom ter uma garota na casa”

PJhSMzy - Imgur

“A Chef faz tudo menos cozinhar – é par aisso que as esposas servem”

QqrEzrk - Imgur

“Homens são melhores que mulheres” (OI?)

sXCGfbb - Imgur

“Solte na cara dela e ela vai te seguir para qualquer lugar”

zeTuUyU - Imgur

“Quanto mais duro uma esposa trabalha, mais bonita ela fica”

ZJFQ5hc - Imgur

“A maioria dos homens pergunta ‘Ela é bonita?’ e não ‘Ela é inteligente?’

Meus olhos sangram. Comentem!

Fonte: boredpanda.com