Tags

, , , , , , , , , , ,

Bom dia leitores,

Os comerciais que passaram durante os intervalos do Super Bowl tem o minuto mais caro desse mundo de Deus, ou seja, US$ 4 milhões (R$ 8 milhões). Este é o valor cobrado pela CBS, canal que transmitiu a final do futebol americano para os Estados Unidos, por um anúncio de 30 segundos.

Neste ano, o USA Today deixou que o público (mais de 7 milhões) votasse nos melhores e piores comerciais que foram exibidos nos intervalos. Tendo em vista o tamanho do investimento, por que não caprichar? Segundo a votação final, o pior comercial foi o “Perfect Match”, de uma empresa de hospedagem de sites (godaddy.com – traduza como “vai papai”). Sabe-se lá quem foi o responsável por isso, mas a mensagem que quiseram passar foi que a modelo Bar Refaeli representa a parte sexy e o nerd criador de sites, a inteligência. Quando os dois se encontram, seu negócio pontua!

 “When sexy meets the smart, your small business scores.” / “Quando o sexy encontra o inteligente, seu pequeno negócio pontua.” 

Agora gostaria que vocês vissem o comercial que tocou multidões. Esse sim, merece ser visto umas 10 vezes seguidas. Ele pertence a gigante das cervejas, Budweiser. Não vou contar nenhum detalhe, se não perde a emoção.

A Budweiser fez jus ao dinheiro investido. A Go Daddy gastou dinheiro. Ou não?

Anúncios